terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Ficaram!

Depois de exatos 40 dias e quase criar raízes na recepção da escolinha, hoje levei o Teteu e a Lua e pela primeira vez voltei pra casa.
Eles fizeram o  chororô para entrar mas logo as tias me disseram que estavam bem.Liguei duas vezes durante a tarde para saber como estavam.
Que bom, uma etapa importante foi vencida e agradeço muito o empenho e o carinho da tia Vivi que desde o primeiro dia esteve conosco e para a minha alegria vai passar o ano todo com eles, o apoio da tia Mara sempre dizendo que tudo ia ficar bem, toda a força e amparo que a tia Mari dá para o Matheus incentivando ele sempre' e a delicadeza da tia Marga.
Me sinto segura com essa equipe e confio que os meus filhos vão estar muito bem cuidados.
Vamos em frente!

4 comentários:

Babi disse...

oi cris...me desculpe o sumiço...mas estive fora da blogosfera...rsrsrs olha que bom que esta dando certo a escolinha até agosto vou resolver isso aqui em casa...acho que vai ser mais complicado pra mim do que pra ela hehehe bjão fiquem com Deus!

Cynthia Barreto disse...

Que felicida, então uma etapa importante foi vencida e agora serão muitas felicidades!!

Beijos!

Juliana disse...

Querida, sabe de uma coisa que aprendi com a adaptação da Bebel na escolinha? Que a melhor coisa que fazemos por eles é passar segurança, dar apoio. Mas... se mesmo assim eles continuarem chorando, temos que deixá-los chorando mesmo e ir embora. Senão só prolongamos o sofrimento.
Bebel também era bem apegada comigo e foi difícil a adaptação na escolinha (dela e minha). Fiquei um mês por lá, sem querer deixá-la chorando. Mas, a psicóloga me disse que eu tinha que deixá-la, senão ela iria chorar sempre. E, depois de três dias que eu parei de ficar na escolinha ela parou de chorar!
É difícil pra gente e pra eles, mas tem que ser assim mesmo!
Bjos!
Juliana Almeida
www.blogdabebel.com.br

Camila disse...

Querida Cris,
Parabéns!!! Vocês venceram mais essa! Agora é lembrar como levar uma vida mais voltada para você, pelo menos nas horas da escola.
Beijos, Camila.